Language

 
 

Bem vindo

O Centro de Arquivo e Documentação (CAD) da Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses (CGTP-IN) tem como missão gerir toda a documentação produzida e recebida  por esta organização (sede), independentemente do seu suporte ou data. Continuar...

 
 

View authority record

Sindicato dos Trabalhadores na Hotelaria, Turismo, Alimentação, Serviços e Similares da Região Autónoma da Madeira

Type of entity

Corporate body

Authorized form of name

Sindicato dos Trabalhadores na Hotelaria, Turismo, Alimentação, Serviços e Similares da Região Autónoma da Madeira

Parallel form(s) of name

Standardized form(s) of name according to other rules

Other form(s) of name

  • Sindicato dos Trabalhadores de Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares da Região Autónoma da Madeira. 1978 – 2000-12-06
  • Sindicato dos Profissionais na Indústria Hoteleira e Similares do Distrito do Funchal. 1975-1978
  • Sindicato Nacional dos Empregados na Indústria Hoteleira e Profissões Anexas do Distrito do Funchal. 1934-1975
  • Associação de Classe dos Criados e Artes Correlativas do Funchal. 1923-08-03 – 1924
  • Associação dos Criados, Cozinheiros e Artes Correlativas do Funchal. 1924 – 1933
  • Associação da Classe dos Empregados da Indústria Hoteleira e Profissões Anexas da Madeira. 1933 –1934
  • Sindicato dos Trabalhadores na Hotelaria, Turismo, Alimentação, Serviços e Similares da Região Autónoma da Madeira. 2000-12-06 –

Identifiers for corporate bodies

Dates of existence

1923-08-03 –

History

«Foi no dia 3 de Agosto de 1923, pelas 21.15 horas, na Rua da Caboqueira nºs. 72 – 74, na sala “Semanário Trabalho e União” que foram aprovados os primeiros Estatutos da “Associação de Classe dos Criados e Artes Correlativas do Funchal”. Com a presença de 38 sócios, assim nasceu a primeira organização sindical do nosso sector. O primeiro presidente da nossa associação de classe foi o camarada António Gomes Henriques, sócio nº 1, que não sabia ler, era empregado de mesa na “Quinta da Achada” e natural da freguesia do Campanário.
Em 1924 o nosso Sindicato passou a chamar-se “Associação dos Criados, Cozinheiros e Artes Correlativas do Funchal”. Em 28 de Abril de 1926 o camarada António Luís Ferreira apresenta uma proposta em Assembleia Geral Extraordinária em que previa “direitos a advogado de defesa e a subsídio pelo cofre colectivo aos sócios que fossem presos por supostos delitos em defesa de todas as liberdades e regalias abrangidas pelas directrizes e orientações da organização operária”, tendo a mesma sido aprovada por unanimidade.
Em 1933 o nosso Sindicato passa a chamar-se “Associação da Classe dos Empregados da Indústria Hoteleira e Profissões Anexas da Madeira”. É neste ano que, após várias reivindicações, é consagrado, através de Edital Camarário, um dia semanal de descanso para a nossa classe.
Em 1934 o nosso Sindicato verga-se ao salazarismo e é obrigado a chamar-se “Sindicato Nacional dos Empregados na Indústria Hoteleira e Profissões Anexas do Distrito do Funchal”. Ocorre então um grande deserto de silêncio que só em 1972, e após a denúncia do escândalo praticado por algumas empresas que aproveitavam a taxa de serviço (10% que pertencia aos trabalhadores), para pagarem os feriados e as horas extraordinárias, é que o nosso Sindicato renovou a sua luta.
Com o 25 de Abril de 1974, dá-se início a novas formas de luta dos trabalhadores, até que a 18 de Abril de 1977 tem lugar a revolta histórica do nosso Sindicato, que permitiu a reconquista da democracia e da liberdade sindicais, tendo, posteriormente, através de eleições, os sócios podido eleger os seus representantes sindicais, tendo a partir de então mudado a respectiva designação para “Sindicato dos Trabalhadores na Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares da Região da Madeira”.
Entretanto, a 6 de Dezembro de 2000, em Assembleia Geral, expressamente convocada para o efeito, o nosso Sindicato passa a agregar os sectores da Panificação, Pastelaria, Confeitaria, Bolachas e Moagens, tendo mudado o nome para “Sindicato dos Trabalhadores na Hotelaria, Turismo, Alimentação, Serviços e Similares da Região Autónoma da Madeira”.
O 25 de Abril de 1974 permitiu igualmente que o nosso Sindicato, graças aos aumentos salariais verificados nos contratos colectivos de trabalho dos sectores que representamos, passasse a dispor de uma capacidade financeira – obtida através das quotas pagas pelos respectivos trabalhadores – que lhe permitiu assegurar uma sede própria, primeiramente (em Abril de 1990) situada à Rua da Torrinha, nº 58 – 62 e posteriormente, desde Abril de 2000, na Rua da Alegria, nº 31, onde presentemente dispomos de vários espaços em três dos andares do respectivo prédio.»

Places

Legal status

Functions, occupations and activities

Mandates/sources of authority

Internal structures/genealogy

General context

Related entity

Related entity

União dos Sindicatos da Região Autónoma da Madeira (USAM) (1978-03-22 –)
Category of the relationship
associative

Related entity

Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses – Intersindical Nacional (CGTP-IN) (1970-10-01 –)
Identifier of the related entity
PT-CGTPIN/1
Category of the relationship
associative

Related entity

Leonel Martinho Gomes Nunes (1949-11-11 - )
Category of the relationship
associative

Description identifier

Institution identifier

PT-CGTPIN

Rules and/or conventions used

Status

Revised

Level of detail

Partial

Dates of creation, revision and deletion

Criado em: 2011-02-25.
Revisto em: 2011-07-15; 2018-02-14.

Language(s)

Script(s)

Sources

CERDEIRA, Maria da Conceição; PADILHA, Maria Edite – "As Estruturas Sindicais Portuguesas – uma Análise Evolutiva: Setembro 1933 a Abril 1987". Lisboa: Ministério do Emprego e da Segurança Social – Direcção-Geral do Trabalho, 1988, p. 383. ("Estudos", série C – "Trabalho".)

Sindicato dos Trabalhadores na Hotelaria, Turismo, Alimentação, Serviços e Similares da Região Autónoma da Madeira – Histórico [Em linha]. [Consult. 25 Fev. 2011]. Disponível em: http://www.sindhotel.com/index.php?option=com_content&task=view&id=13&Itemid=27.

Maintenance notes

Criado e revisto por: Filipe Caldeira.
 
  POPH QREN União Europeia FSE